Egito vai sediar Copa das Nações Africanas

Com sete títulos na competição, seleção egípcia joga em casa

A Confederação Africana de Futebol (CAF) oficializou a escolha do Egito como sede para a Copa das Nações Africanas, a ser realizada entre o dia 15 de junho e 13 de julho de 2019. O país do norte da África vai substituir o Camarões que não atendeu à exigências da entidade africana e vive uma situação dramática de violência. Assim, os torcedores que queiram ver o toque de bola do egípcio Mohamed Salah, do senegalês Sadio Mané e de outros craques africanos devem buscar passagens para o Egito.

A decisão que tirou o status de sede dos camaroneses aconteceu após reunião que durou um total de dez horas. Segundo o presidente da CAF, Ahmad Ahmad, não é possível adiar o torneio, e o país falhou no cumprimento de exigências da entidade para a promoção do evento. O responsável alega, ainda, que tais questões podem afetar o desenrolar da maior e mais importante competição do continente africano. Vale ressaltar que se agravou uma onda de conflitos violentos no Camarões desde meados de 2018.

No entanto, é importante destacar que o Egito não era a primeira opção para sediar o torneio. Isso pelo fato de ter concorrido como sede para a Copa do Mundo de 2026 (que perdeu para a parceria entre Canadá, EUA e México). Na verdade, Marrocos era o primeiro candidato acionado pela confederação. Porém, ainda no mês de dezembro, o país recusou a candidatura.

Assim, a África do Sul e o Egito se apresentaram como aspirantes a sediar a Copa das Nações Africanas e o país do norte da África foi escolhido.

O futebol egípcio é o maior campeão da Copa, com sete títulos, seguido pelo pentacampeão Camarões e Gana que conta com quatro conquistas. Além disso, o Egito é o país que mais vezes hospedou a competição e vai chegar a cinco oportunidades em 2019. Para os admiradores do futebol africano, o campeonato bienal, neste ano, vai contar com a ampliação de 16 para 24 times.

O Camarões fica como sede para a próxima edição do torneio em 2021, em 2023 será a Costa do Marfim e em 2025 o evento vai ser realizado em Guiné. Aos amantes do bom futebol só resta esperar por um espetáculo, afinal, o maior campeão da Copa das Nações Africanas será a sede e contará com um ingrediente muito especial, pois o egípcio Mohamed Salah foi considerado o melhor jogador africano de 2018 e vai estar em casa, com forte apoio da torcida.

681 visualizações
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

portalje

Jornal Eletrônico é uma publicação Bmx3 www.bmx3.com.br