Rio 2016: Atletas de clubes paulistas representam um terço da delegação brasileira

Rio 2016: Atletas de clubes paulistas representam um terço da delegação brasileira

Clubes  como maiores formadores de atletas no Brasil, já não chega a ser novidade. Porém, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, cabe reiterar o protagonismo do Estado de São Paulo no fornecimento de atletas.  Do número total de representantes da delegação brasileira, as agremiações esportivas do estado mais populoso do país são responsáveis por encaminhar 154 atletas de alto rendimento, em diversas modalidades esportivas.  O número representa, aproximadamente, 1/3 do total geral do chamado Time Brasil.

olimpiadas-rio-2016-logoO Esporte Clube Pinheiros é o maior destaque nacional na indicação dos atletas, com 65 competidores, em 11 modalidades. Esportes que deverão ser carro-chefe do país nos jogos, com grandes chances de medalhas, como atletismo, canoagem, judô, handebol, natação e ginástica artística – só para citar algumas – têm em sua fonte de talentos o trabalho de clubes de São Paulo.

O Estado de São Paulo tem em equivalência de medalhas conquistadas durante toda a história olímpica (por atletas nascidos na cidade), quase o dobro do número registrado pelo segundo colocado, que é o Rio de Janeiro. São 159 medalhas contra 82, respectivamente.

Para que se tenha ideia da importância dos clubes para o cenário esportivo mundial, cabe ressaltar que o Brasil ganhou, na última edição dos Jogos Pan-Americanos, disputados em Toronto, no Canadá, 141 medalhas em diversas especialidades, terminando a competição em 3º lugar no quadro geral de medalhas. Do total de atletas agraciados, mais da metade é oriunda de clubes. Mais de 40% dos medalhistas mencionados foram (e são) treinados e preparados em clubes paulistas.

Segundo o presidente do Sindicato dos Clubes do Estado de São Paulo (Sindi-Clube), Cezar Roberto Leão Granieri, Betinho, além de servir como vitrine para destacar o papel dos clubes na formação e preparação de atletas por meio de investimento em estrutura, tecnologia e constante profissionalização, a Olimpíada deverá gerar um legado importante para a próxima edição dos jogos não só para os clubes paulistas, mas para o país como um todo.

“Vivemos uma expectativa muito grande com os resultados de nossos atletas nesses jogos e estamos certos que a realização do mais importante evento esportivo do mundo em solo nacional aumentará significativamente o interesse pelos esportes, alçando o Brasil a um patamar de potência olímpica para os próximos anos. Quero parabenizar as agremiações e desejar sucesso aos nossos competidores”.