Governo Federal entrega Estação de Produção de Água de Reuso, em Campinas

Governo Federal entrega Estação de Produção de Água de Reuso, em Campinas

Durante cerimônia de inauguração, ministro Rogério Marinho também anunciou investimentos em dois empreendimentos que vão beneficiar cerca de 240 mil pessoas na região

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), entregou, nesta sexta-feira (23), a Estação de Produção de Água de Reuso (EPAR), em Campinas (SP). Essa é uma alternativa sustentável de reaproveitamento do recurso natural para diminuir a quantidade de esgoto lançada nos rios e lagos. A infraestrutura faz parte do Sistema de Esgotamento Sanitário Boa Vista e vai permitir a utilização da água de reuso em processos industriais.

Ao todo, foram investidos R$ 55,7 milhões na EPAR, beneficiando cerca de 55 mil moradores de mais de 30 bairros da região metropolitana de Campinas. “Investir em saneamento básico é levar mais qualidade de vida à população. Melhora as condições de higiene e de saúde, além de proteger o meio ambiente”, afirmou o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

A obra é de responsabilidade da Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa – Campinas) e financiada com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Presente à cerimônia, o prefeito de Campinas, Dário Saad, destacou que a nova estação é um marco de sustentabilidade para a região. “A água que é usada junto com o esgoto entra nessa estação e sai mais limpa do que entrou. Isso é fundamental, pois garante o desenvolvimento sustentável para a nossa cidade”, afirmou.

Também em Campinas, foram anunciados investimentos em mais dois empreendimentos de saneamento. A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Anhumas passará por obras de melhorias e modernização. A nova infraestrutura recebeu R$ 126 milhões de recursos federais e R$ 6,3 milhões foram repassados pela Sanasa, que estima beneficiar cerca de 260 mil pessoas da região.

O Governo Federal também vai aplicar recursos na implantação de um Sistema de Esgotamento Sanitário que ligará a bacia do Samambaia, em Campinas, à Estação Produtora de Água de Reuso (EPAR) Capuava, em Valinhos. Serão investidos, nesta obra, R$ 129,5 milhões, em benefício de 160 mil habitantes.

No início de julho, o secretário Nacional de Saneamento do MDR, Pedro Maranhão, esteve em Campinas para tratar sobre iniciativas no setor de saneamento básico no município.

O MDR tem cerca de 26 mil obras em andamento. “São empreendimentos em setores como saneamento, infraestrutura hídrica, mobilidade urbana, habitação e defesa civil. Obras que dizem respeito a vida das pessoas, porque tratam das cidades onde elas vivem”, salientou Marinho.

Também participaram do evento o secretário Nacional de Saneamento, Pedro Maranhão, o secretário Nacional de Habitação, Alfredo dos Santos, o superintendente Nacional da Rede Executiva de Governo da Caixa Econômica Federal, Sérgio Rodovalho, o diretor-presidente da Sanasa, Manuelito Magalhães Júnior, o vereador Fernando Mendes e o ex-prefeito da cidade, Jonas Donizete.

Investimentos

Desde janeiro, R$ 243,6 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) foram repassados pelo MDR para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. Outros R$ 696,4 milhões foram assegurados para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e outros fundos federais financiadores.

Atualmente, a carteira de obras e projetos da Pasta no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de 1.209 empreendimentos, somando um total de R$ 44,2 bilhões, sendo R$ 26,1 bilhões de financiamentos e de R$ 18,1 bilhões de Orçamento Geral da União.

Dica extra PortalJE – Desentupidora em Campinas – clique aqui