Clima antecipa chegada das flores e das alergias oculares

Especialista diz que baixa umidade relativa do ar no mês de agosto

faz aumentar casos de ressecamentos e alergias oculares

Formalmente, este ano a primavera tem início no dia 23 de setembro. Mas as mudanças climáticas, principalmente a elevação incomum da temperatura para esta época do ano, fizeram com que a cidade começasse a ficar florida bem antes da hora. Se, por um lado, dias ensolarados influenciam positivamente o humor das pessoas, por outro a combinação com baixa umidade relativa do ar (falta de chuva) e floração antecipada têm resultado em mais casos de ressecamentos e alergias oculares – além de viroses respiratórias. De acordo com o oftalmologista Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos (SP), as queixas de vermelhidão, irritação e lacrimejamento espontâneo exagerado remetem a casos de alergia ocular e de síndrome do olho seco.

Estudo publicado na edição de abril do jornal Ophthalmology confirma a existência de uma conexão entre olho seco e alergia ocular provocada pelos pólens das flores. Essa condição atinge uma em cada cinco mulheres e um em cada dez homens, impactando a qualidade de vida dessas pessoas, já que nos períodos críticos se queixam de ardência, irritação e visão distorcida. “Aos primeiros sinais de irritação em torno dos olhos, é importante tomar medidas que contenham o avanço do problema e procurar um oftalmologista se a coceira persistir. Outro alerta importante é que crianças alérgicas são mais propensas a desenvolver ceratocone, doença degenerativa do olho”, diz Neves.

O especialista recomenda hidratar bem a área ao redor dos olhos, aprendendo a identificar os agentes que mais facilmente irritam a pele. “Além da poluição do ar, que se intensifica nos dias quentes e secos, a pessoa deve checar se a coceira não é proveniente de produtos que entram em contato com a pele e os olhos”, avisa o especialista. Conheça algumas condutas importantes para prevenir o ressecamento e a coceira nos olhos durante os dias de calor e baixa umidade:

  1. Lavar os cílios durante o banho com uma gota de xampu neutro para tirar qualquer resíduo prejudicial aos olhos;
  2. Usar compressas geladas durante o dia e à noite;
  3. Pingar lágrimas artificiais para lubrificar bem o cristalino;
  4. Retirar e higienizar as lentes de contato antes de dormir;
  5. Usar óculos escuros sempre que estiver ao ar livre;
  6. Antes de dormir, remover a maquiagem, lavar bem o rosto com sabonete infantil ou neutro e hidratar a região ao redor dos olhos

Fonte: Prof. Dr. Renato Neves, médico oftalmologista, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo – www.eyecare.com.br

1.106 visualizações
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

portalje

Jornal Eletrônico é uma publicação Bmx3 www.bmx3.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.