SUS amplia distribuição de canetas de insulina para pacientes com diabetes a partir de 45 anos

SUS amplia distribuição de canetas de insulina para pacientes com diabetes a partir de 45 anos

Campanha Caneta da Saúde entra em seu segundo ano com o objetivo de divulgar a disponibilidade e os benefícios do dispositivo; iniciativa contará novamente com caminhão itinerante, gibi e ativações com influenciadores, além de Kwaizaço, game, filtro, ações em comunidades e jingle

Com a divulgação da Nota Técnica No 169/2022, o Ministério da Saúde estabeleceu a ampliação da faixa etária de pacientes com diabetes tipo 1 e 2 que poderão ter acesso gratuito à caneta de insulina disponibilizada pelo SUS. Agora, adultos a partir de 45 anos podem receber o medicamento nos postos ou nas unidades básicas de saúde (UBS), desde que tenham indicação e receita médica. A partir dessa Nota, 70% dos pacientes com indicação de insulina humana terão acesso à caneta e, em 2023, a previsão é atender 100% das pessoas que precisam do medicamento.

A caneta preenchida com insulina é considerada um dos métodos mais eficazes e seguros para o tratamento de diabetes tipo 1 e 2. Para disseminar a informação sobre a disponibilidade do medicamento, a campanha Caneta da Saúde retorna em 2022 com ativação no dia 10 de junho, em Belo Horizonte (MG).

A iniciativa é fruto da parceria entre a Associação de Diabetes Juvenil (ADJ), a Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (ANAD), o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) e a Novo Nordisk, empresa líder global de saúde dedicada a promover mudanças para vencer o diabetes, obesidade e outras doenças crônicas graves.

De acordo com a diretora médica da Novo Nordisk, Priscilla Mattar, a continuação da campanha é essencial, especialmente em um momento em que a prevalência do diabetes cresce no mundo inteiro. “Somente no Brasil, mais de 16 milhões de pessoas convivem com a doença.1 Em 2021, a campanha Caneta da Saúde levou informação e educação a quase 45 milhões de pessoas e, com a expansão das ações este ano, esperamos ir além”, explica.

Caminhão da Saúde

Como parte da campanha, o Caminhão da Saúde vai percorrer 20 cidades, de dez estados brasileiros, levando não apenas a informação sobre a disponibilidade da caneta, mas atividades interativas, como aulas de dança, game sobre alimentação saudável e um mini estúdio para criação de conteúdo e compartilhamento nas redes sociais.

A primeira parada do caminhão será Belo Horizonte (MG). Nos dias 10 e 11 de junho, o veículo ficará no estacionamento do Minas Shopping – localizado na Av. Cristiano Machado, 400 — das 9h às 17h. Na sequência, visita as cidades de Salvador (BA), Mossoró (RN), Fortaleza/CE, Brasília/DF, Campo Grande/MS, São José do Rio Preto/SP, entre outras.

Demais ações da campanha

Além do caminhão, a campanha conta com uma série de iniciativas, como hotposts disponibilizando wi-fi gratuito nas comunidades da Rocinha e Jacarezinho (RJ), Paraisópolis e Heliópolis (SP), Amaralina e Valéria (BA) (para utilizar a internet será preciso assistir ao conteúdo produzido sobre a campanha), gibis da Turma da Mônica personalizados sobre o diabetes, ativação com influenciadores digitais, Kwaizaço — ação com influenciadores do aplicativo Kwai, filtro gamer para utilizar no Instagram e um jingle em vários ritmos, do pop ao sertanejo.
 

Em 2021, 27 cidades receberam a campanha. Foram, aproximadamente, 26.000 km percorridos e mais de 50 mil pessoas atendidas que tiveram a possibilidade de tirar suas dúvidas e entender os verdadeiros benefícios da caneta preenchida de insulina.

IMPORTANTE: Não haverá distribuição de canetas preenchidas de insulina no caminhão. O objetivo da campanha é divulgar os benefícios e a disponibilidade da caneta no SUS para pacientes, profissionais da saúde, familiares e cuidadores. A caneta está disponível para pessoas com diabetes tipos 1 e 2, preferencialmente até 19 anos e a partir de 45 anos. Mais informações estão disponíveis no site da campanha e nas mídias sociais: Instagram e Facebook

SERVIÇO

Campanha: A Caneta da Saúde

Data: 10 e 11 de junho

Local: Parque Municipal Américo Renné Giannetti – Av. Afonso Pena, 1377 – Centro, Belo Horizonte

Horário: das 8h às 16h00

Sobre o diabetes

O diabetes é uma condição crônica que se caracteriza pela produção insuficiente ou resistência à ação da insulina, hormônio que regula a glicose (açúcar) no sangue e garante energia ao organismo. O tipo mais comum de diabetes é o tipo 2, quando a insulina produzida pelo pâncreas não consegue agir adequadamente.2

O diabetes tipo 2 está diretamente relacionado ao sobrepeso, sedentarismo, colesterol e triglicerídeos elevados, hipertensão e hábitos de vida não saudáveis. Embora seja considerada uma doença silenciosa e não apresente sinais na maior parte do tempo, alguns sintomas podem surgir quando os níveis de açúcar estão muito altos no sangue, incluindo fome e sede frequentes, vontade de urinar constante, formigamento nos pés e mãos, visão embaçada e demora na cicatrização de feridas no corpo.3,4

Já o diabetes tipo 1, geralmente diagnosticado na infância ou adolescência, mas também pode ocorrer em adultos, ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente, o que exige um tratamento com uso diário de insulina. Seus sintomas no momento do diagnóstico incluem fome e sede frequentes, vontade de urinar constante, fraqueza, perda de peso, fadiga, náusea e vômito.

O diabetes pode desencadear complicações no coração, artérias, olhos, rins e nervos. Independentemente do tipo, ao aparecimento de qualquer sintoma é fundamental que o paciente procure o atendimento médico especializado para dar início ao tratamento adequado