Sono de qualidade é fundamental para a saúde mental e a felicidade

Sono de qualidade é fundamental para a saúde mental e a felicidade

Estudos internacionais mostram que dormir bem melhora a qualidade de vida e o humor. Sob o tema “Sono de qualidade, mente sã e mundo feliz”, o Instituto do Sono promove uma semana de atividades para celebrar o Dia Mundial do Sono, comemorado em 18 de março.

Vital para o descanso e o equilíbrio do corpo, o sono restaura o organismo, repõe energia e regula o metabolismo. Pessoas que não dormem bem podem ter irritabilidade, falta de atenção, fadiga e até desenvolver transtornos psiquiátricos. A pandemia contribuiu para piorar a qualidade de sono da população em todo o mundo. No Reino Unido, a Universidade de Oxford realizou uma pesquisa online com 18.642 crianças e adolescentes, entre 8 e 19 anos, de 230 escolas para avaliar o impacto das restrições da covid-19 na qualidade de sono, felicidade e relações pessoais

Segundo o estudo, publicado em fevereiro em 2022 na revista Sleep Advances, os participantes que relataram ter boas noites de sono foram os disseram estar felizes (49%) e se relacionar bem com outras pessoas em casa (42%).

Pesquisadores da Central Queensland University, na Austrália, examinaram a relação entre o humor de adolescentes e a duração de sono manipulada em laboratório. Jovens entre 15 e 17 anos passaram por 3 fases. Na primeira, dormiram 5 horas por 5 noites. Na segunda, tiveram 7,5 horas de duração de sono por 2 noites. Na última, dormiram 10 horas também por 2 noites. Ao ter apenas 5 horas de sono, os adolescentes declararam estar deprimidos, confusos, ansiosos com medo e raiva. Já quando tiveram ficaram 10 horas na cama relataram estar mais felizes.

Embora a felicidade seja algo imaterial, a médica Helena Hachul, pesquisadora do Instituto do Sono, afirma que vários estudos mostraram que dormir bem contribui para manter a mente sã e regular o humor.” Além da boa qualidade de sono, a pessoa deve ter uma vida equilibrada, que combina alimentação balanceada, exercícios físicos, lazer, convívio com amigos e família”, explica.

“Sono de qualidade, mente sã, mundo feliz” é o tema de uma série de ações do Instituto do Sono para comemorar o Dia Mundial do Sono, celebrado em 18 março. Entre elas estão ações em redes sociais, 3 lives dadas por especialistas da entidade, o sorteio de 5 exames de polissonografia basal com consulta pré e pós-exame e a concessão de 10% sobre os cursos do Instituto para os alunos que se matricularem entre 18 a 24 de março.

Veja abaixo a programação completa.

O Sono em nossas vidas

O Dia Mundial do Sono é uma oportunidade importante para examinar o papel do sono na vida das pessoas. Noites mal dormidas comprometem a regulação emocional e do humor, contribuindo para o desenvolvimento de distúrbios como ansiedade e depressão. Do ponto de vista físico, a privação de sono provoca a queda da imunidade, ganho de peso e aumenta o risco de doenças cardiovasculares.

As três edições da pesquisa EPISONO, realizadas entre 1986 e 2007 pelo Instituto do Sono, revelaram que mais de 60% da população paulistana têm problemas de sono, sendo os principais a insônia (45%), o ronco (42%) e a apneia obstrutiva do sono (33%). A insônia atinge mais as mulheres e o ronco mais os homens.

Durante a noite, ocorrem de 4 a 5 ciclos de sono completos: sono superficial (estágios 1 e 2), profundo (estágio 3) e sono REM.O sono profundo tem a função de restaurar o corpo. Já o REM restaura a parte psíquica do organismo. É neste estágio que acontecem os sonhos. De acordo com a médica Helena Hachul, para uma boa qualidade de sono é preciso ter uma duração de sono adequada, estabelecer uma rotina com horários definidos para dormir e acordar, manter uma alimentação equilibrada, evitar refeições pesadas e bebidas estimulantes próximo ao horário de ir para cama e não usar celulares e tablets 2 horas antes de dormir.

Confira agora as atividades programadas pelo Instituto do Sono:

Ação nas mídias sociais — Nas mídias sociais, os especialistas da entidade darão dicas de como dormir melhor, abordarão os principais distúrbios de sono e também esclarecerão dúvidas do público.

· Lives — Pelo Instagram do Instituto do Sono, serão transmitidas 3 lives, entre 19 e 20 horas:

o Dia 21 — Sono e jogos eletrônicos. Moderador: Dr. Gabriel Pires (biomédico). Palestrante: Prof. Fulvio Scorza (neurofisiologista).

o Dia 22 — Como o sono das crianças influencia no sono dos pais e cuidadores. Moderadora: Dra. Sandra Doria (otorrinolaringologista). Palestrante: Dra. Letícia Soster (neuropediatra).

o Dia 23 — Sono e produtividade: efeitos da privação de sono. Moderadora: Dra. Erika Treptow (pneumologista). Palestrante: Dr. Marcio Zanini (psiquiatra).

 Sorteio de 5 exames de polissonografia basal com consulta pré e pós-exame — Para participar, basta seguir o perfil do Instituto do Sono pelo Instagram e marcar 3 amigos ou parentes que têm dificuldades para dormir. De 18 a 24 de março, haverá sorteios diários. Cada um contemplará uma consulta (teleconsulta), um exame de polissonografia basal e um retorno (teleconsulta).

· Desconto de 10% nos cursos do Instituto do Sono — para matriculas realizadas entre 18 e 24 de março.